Capa / Notícias / Um Show de Solidariedade

Um Show de Solidariedade

A alegria contagiou a tarde de shows no clube recreativo Goitacá – em Goytacazes em prol da Associação Irmãos da Solidariedade, casa de apoio que acolhe portador de HIV/Aids sem referência familiar. O evento contou com a participação de tio Sam e sua mágica, a turma da peppa pig, aulão de dança e show acústico do cantor Gabriel Ferrari que animou a plateia com sertanejo universitário.

O evento teve como pano e fundo a solidariedade, um movimento que surgiu quando a animadora cultural Alexandra Souza, a tia Lelê assistiu a um vídeo em que a presidente da instituição Fátima Castro dava entrevista à TV Record e contava aos telespectadores a crise financeira que a entidade atravessava.

De acordo com Alexandra, ao visitar a ONG deparou com uma situação crítica, e que a falta de alguns gêneros alimentício era notório. Ela conta que ficou emocionada ao ver a situação da entidade e mesmo não tendo condições financeiras ela iria ajudar.

Fui para minha rede social, postei um vídeo contando o que havia presenciado na Casa da Solidariedade, a luta da Fátima e o medo dos residentes ao saber que a instituição poderia fechar as portas, diz Alexandra.

Ela enfatiza que recebeu apoio da professora Simone Campos, do professor de dança Washington Sousa e de mais dez professores que se disponibilizaram em colaborar. E que foi o grupo que teve a ideia de fazer o projeto Dançando nas Escolas e o evento Campos Solidário – Juntos somos mais fortes. Alexandra conta que o projeto Dançando nas Escolas vai permanecer para ajudar outras entidades. E agradece a todos que participaram do evento e em especial o diretor Cultural do Club Recreativo Goytacá Victor Hugo que liberou o espaço para que o evento pudesse acontecer.

Para a presidente da Associação Irmãos da Solidariedade, Fátima Castro o que vale é a atitude, o gesto de solidariedade, o desejo de colaborar. Ela ressalta que o evento e as campanhas patrocinadas por estes dançarinos do amor abasteceu a despensa da ONG, e que se Deus quiser, tudo voltara a normalidade e diz: sou grata a todos, rogo a Deus que os abençoe sempre, e que as portas da instituição estarão sempre abertas para quem deseja conhecer e ajudar essa causa que é de todos nós!