Capa / Notícias / Presidente da Associação Irmãos da Solidariedade Alerta Para os Riscos de se Contrair Aids no Carnaval

Presidente da Associação Irmãos da Solidariedade Alerta Para os Riscos de se Contrair Aids no Carnaval

 

 

P1030798É, chegou o Carnaval, é preciso ter atitudes nestes dias em que a liberdade dos corpos seminus, bebidas alcoólicas, drogas e  sexo fácil rodam a vida dos foliões.  São 04 dias de muitas fantasias, alegrias e permissividades, e é ai que mora o perigo,  as pessoas se esquecessem de frear os instintos e deixam a libido reinar… Transam sem preservativos com qualquer  um que esteja na mesma sintonia do prazer e não se lembram das  DSTs, principalmente da Aids, uma doença que não tem cara, cor ou condição social.

A presidente da Associação Irmãos da Solidariedade, Fátima Castro, não se acostuma com essa entrega de corpo e almas nos dias de Carnaval, e se preocupa com os resultados. Ela explica que após quarta feira de cinzas, um dos serviços oferecidos pela instituição, “O disK Aids” ( 22) 27334488, aumenta consideravelmente, visto que as pessoa voltam a suas rotinas e acabam lembrando dos excessos cometidos no período carnavalesco.

“O telefone não para, são pessoas apavoradas que extrapolaram, viveram os dias de Carnaval como se não existisse o amanhã, muitos transaram sem preservativos, estavam alcoolizados, outros preferem ressaltar que fizeram amor no calor das emoções e se esqueceram da AIDS, das outras DSTs e até mesmo  de uma gravidez indesejada… Agora que passou a euforia querem saber aonde fazer o teste, se estão contaminados, ou como explicar para  o companheiro esses “deslizes”, (difícil) ?”

Fátima lembra que o carnaval é um período de festa, de alegria e descontração e faz um alerta ao público sexualmente ativo, e para todos que amam brincar o carnaval:

“Aproveite cada dia com responsabilidade e segurança. Lembre-se que são quatro dias de folia, mas as consequências podem ser pra vida toda. Por isso, não use ou abuse de bebidas alcoólicas e outras drogas que possam fazer você perder a noção do perigo… e depois se arrepender. Se pintar aquela transa, por favor, use camisinha! “

Para a presidente da Associação Irmãos da Solidariedade é preciso abolir a ideia de que carnaval é sexo, álcool e drogas:

“Carnaval é alegria, é família, são dias em que reencontramos amigos e fazemos novas amizades, e quem sabe, um amor perdido entre os foliões! Não entre nessa de que pra ser feliz no Carnaval tem que beber até cair ou perder a noção de tudo!  Você pode se divertir sem cometer excessos, você pode pular, dançar até se exaurir, basta ter samba no pé, amor e respeito a vida!”